Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A personagem: "Inspector Morse" e "Endeavour"

Domingo, 29.05.16

 

 

Já aqui falei de séries televisivas, sobretudo inglesas. Recentemente fiquei viciada no "Inspector Morse": a personagem e o seu cenário, Oxford, os edifícios e as suas cúpulas, a música clássica, os coros, os jardins de casas muito arrumadinhas. Entretanto, iniciou outra, "Endeavour", a personagem Morse enquanto jovem, nos anos 60.

A personagem Morde foge ao estereótipo do polícia e do inspector. Mais, a personagem escapa a quase todos os estereótipos sociais. Terrivelmente independente, inteligente, intuitivo, culto, um "Oxford scholar", o que lhe traz dissabores profissionais. Tem a sorte dos bravos, inicia a carreira de polícia com um inspector, Thursday, que o protege e de quem se torna grande amigo e, mais tarde, já inspector, é acompanhado pelo leal sargento Lewis. A inteligência intuitiva de Morse e a perspicácia prática de Lewis tornam esta equipa muito bem sucedida.

Morse é solteiro, o que lhe dá um certo charme misterioso. Amável com as mulheres, que respeita como um "gentleman", também nessa área vai tendo alguma sorte. As suas namoradas são suas amigas também, o que torna os seus relacionamentos harmoniosos e interessantes.

A música é a sua grande inspiração e consolo. A preencher as palavras cruzadas ou sentado no sofá de copo na mão ou de binóculos a observar os pássaros da janela, ou mesmo a conduzir, a música acompanha-o sempre. Aliás, faz parte de um coro de Oxford desde jovem.  

A sua fragilidade é a saúde e o seu gosto pela cerveja e, de vez em quando, uma bebida mais forte. Com a idade vai-se tornando desencantado, impaciente, rabugento. As suas citações de escritores e filósofos torna-se mais frequente, as frases poéticas ficam a pairar num tom nostálgico e triste. É como se a idade lhe pesasse no corpo e na alma. Irá resistir, no entanto, à ideia de se reformar. Só irá parar quando o coração lhe falha subitamente.

 

Nesta série o que me prendeu é a personagem. Mas de referir que a realização é impecável, a fotografia, a edição, o cenário, é tudo cuidado até ao pormenor.

E não há nada como um jardim inglês para nos animar os dias cheios de notícias tristes e angustiantes. É sempre nos jardins e na música que podemos ir buscar nova inspiração para lidar com o mundo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 16:17

Amor e gratidão - 1

Domingo, 17.04.11

 

Coloquei desde sempre estes sentimentos essenciais no topo de todos os outros: amor e gratidão. E não apenas em relação às pessoas que comigo coincidiram num espaço-tempo, desde os mais próximos, os que primeiro amei e conheci (ou pensei conhecer). Também em relação à própria vida, só porque sim, respirar fundo quando se abrem janelas pela manhã, caminhadas entre árvores, o calor do sol primaveril na pele, a água tépida de um lago,  a luminosidade que se altera, os sons, os cheiros... 

 

Este é um exercício vital para todas as idades: passear em jardins botânicos, históricos ou actuais, organizados ou desordenados, voltar a fazer piqueniques, voltar a esse encontro com as coisas simples como preparar um lanche. Aqui voltarei com receitas, desta vez para lanches ao ar livre.

 

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 09:48

Do Tempo das Descobertas: Janeiro no jardim

Quinta-feira, 14.01.10

 

Da minha quinta preferida, a Quinta do Sargaçal, este post sobre algumas coisas essenciais. Que melhor forma de iniciar um novo ano?

 

 

"  Janeiro no jardim

Alfazemas recentemente envasadas
Aproveitei a aberta na chuva para podar a Glicínia. Senti-me mais à vontade e foi mais rápido que nos outros anos. A ver que flores dá. Certos ramos tive de cortar mais radicalmente porque pendiam para a rua.
Depois montei um estufim que tinha por aqui. Parece uma tenda canadiana e se me lembro, a primeira vez que o montei há anos, voou pelos ares. E ficou guardado até este Sábado, com os tubos meio torcidos. Montar sem instruções demorou tempo e não entendi a necessidade de tubos com tantos tamanhos diferentes. Em vez de quatro tamanhos eu fazia o mesmo com um tubo genérico para todas as partes. Mas pronto, está montado.
Guardei lá dentro umas jovens plantas designadamente os Gerânios madeirenses, que infelizmente já tinham caído pelas escadas abaixo. Ou vento, ou cão, sendo este último o meu principal suspeito. Mas como foi nos dias de tempestade, dei-lhe o benefício da dúvida.

Estufim
Também o que chegou do Viveiro dos Rosmaninhos, porque quero ver se tenho sucesso com as alfazemas — é o meu desejo pelo menos. Além das 70 pequenas plantas envasadas, vieram muito mais do que eu pensava em torrão (mais que simpática oferta). O problema é que com a colecção de Sempre-vivas, os vasos de plástico que eram aos montes, agora são muito poucos. Aliás, agora de tamanhos pequenos não há nenhum.
Conclusão, como as plantas são mesmo pequenas e o torrão é de um alvéolo mesmo diminuto, socorri-me dos tabuleiros Rootrainers, que vão permitir as plantas passarem a próxima fase de desenvolvimento. Depois logo verei como se comportam antes de passar para os vasos ou locais definitivos. Mas tudo somado, julgo que já envasei umas 130 plantas (umas 70 em Rootrainers o resto em vasos). Devem faltar umas 60-70 e vou tentar acabar isso amanhã porque daqui a pouco faz uma semana que estão fora da terra.  "


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 20:34

Do Baú:

Domingo, 05.04.09

 

 

O sol libertou-se das nuvens

branco, sorridente

 

E as flores

cor de um rosa desmaiado

coraram num rosa-forte

a contrastar com o verde

das folhas 

 

 

 



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 13:10

Do Baú:

Domingo, 05.04.09

 

 

Jardins intemporais

crianças felizes

um lago

 

longos passeios entre árvores

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 12:58








comentários recentes


Posts mais comentados


links

coisas à mão de semear

coisas prioritárias

coisas mesmo essenciais

outras coisas essenciais

coisas em viagem


subscrever feeds